Jovens vítimas de abuso relatam assédio de guarda patrimonial no Morumbi

Compartilhe:
Uma adolescente de 14 anos e uma menina de 10, vítimas de tentativa de estupro na última quarta-feira (2), no Bairro Morumbi, revelaram à equipe da CATVE um suposto assédio cometido por um guarda patrimonial de Cascavel.

As vítimas contaram que na mesma tarde em que a Guarda Patrimonial foi acionada para atender o caso, na Rua Europa, a menina de 10 anos teria visto o guarda patrimonial tirando fotos das duas. Segundo ela, o servidor estava tirando fotos das meninas de costas enquanto estavam no Ecopark.

Ainda conforme relatos das vítimas, em seguida, o guarda teria seguido-as até um posto de gasolina, onde pediu para um rapaz “sondá-las”. No local, a menina perguntou ao guarda o porquê dele ter tirado fotos e foi ameaçada pelo homem. Ele acusou as jovens de mentirem, ameaçando acionar o Conselho Tutelar.

A família das jovens afirmou que não vai prestar queixa contra a guarda. O jovem que foi testemunha da tentativa de estupro deve denunciar o caso na Ouvidoria da Guarda Patrimonial.

Procurado pela reportagem, o diretor das Guardas Municipal e Patrimonial, Avelino José Novakoski, afirmou que, na segunda-feira (7), os envolvidos devem ser ouvidos, assim como a família das adolescentes e o jovem que testemunhou o caso.

O guarda patrimonial envolvido será identificado e, se confirmada a situação, um processo administrativo será aberto e o Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime) acionado para a formalização da denúncia, a fim de apurar se houve crime de assédio.

Fonte: Catve.com